As chamas deflagraram numa casa de madeira que era habitada pela proprietária do terreno e em poucos minutos destruíram por completo a habitação. 

Quando os bombeiros de Cercal do Alentejo chegaram ao local já a casa estava consumida e as chamas tinham alastrado a uma zona de pasto e mato.

O alerta foi dado cerca das 17h28 e no combate às chamas estiveram 25 operacionais, apoiados por 11 veículos dos Bombeiros de Cercal do Alentejo, Vila Nova de Milfontes, Vila Nova de Santo André e Sines.

Esteve também presente um meio aéreo com uma tripulação de cinco GIPS aerotransportados. 

Os operacionais contaram ainda com o apoio de uma máquina de rasto e dois tratores agrícolas. 

A patrulha da GNR esteve no local e tomou conta da ocorrência. 


Comente esta notícia


SINES