Nesta sexta-feira, jogam a partir das 18 horas, Portimonense – Sporting e a partir das 21 horas, jogam Leões de Porto Salvo – Benfica.

Os treinadores de Portimonense, Sporting, Leões Porto Salvo e Benfica fizeram a antevisão aos seus jogos.

O primeiro jogo do dia colocará frente-a-frente o Portimonense SC e o Sporting CP, com início marcado para as 18h00.

Pedro Moreira, treinador do Portimonense, em discurso direto:

"O Objetivo claro do Portimonense na Taça da Liga é chegar o mais longe possível. Sabemos da dificuldade que é jogar contra o Sporting CP, mas é uma prova a eliminar em campo neutro. Tudo é possível.

Trata-se de um adversário que não precisa de apresentações, uma equipa forte seja individualmente seja coletivamente, com jogadores fortes nas tomadas de decisão e na finalização. Ainda assim também tem dias e momentos menos bons. Prova disso foi a última edição da Taça da Liga, onde perdeu para o Elétrico FC/FGIL.pt.

Temos que encarar o jogo como uma final, pois quem perde, sai. Há que saber da responsabilidade que temos em estarmos nos 8 finalistas e estarmos motivados por estar nesta prova, sabendo que a atitude, concentração e foco vão ser fatores-chave."

Nuno Dias, treinador do Sporting CP, em discurso direto:

"Em todas as competições onde o Sporting entra será sempre com o mesmo objetivo: vencer. Mas, para isso, o foco estará sempre primeiro no adversário de sexta-feira e só depois pensaremos em sábado e assim sucessivamente.

É um adversário com um bom plantel, com bons elementos em quantidade e qualidade para as várias posições e com pés dominantes diferenciados. São experientes, com muitos jogos já disputados.

Temos que encarar todos os jogos como finais e apresentar capacidade de adaptação aos adversários, sem que tenha havido tempo para trabalhar o detalhe. Devemos fazer uma gestão correta do esforço e da fadiga uma vez que no caso de chegar à final, serão disputados 3 jogos em 3 dias consecutivos."

O segundo jogo desta sexta-feira será disputado entre as formações do CR Leões de Porto Salvo e do SL Benfica, com pontapé de saída às 21h00.

Ricardo Lobão, treinador do CR Leões Porto Salvo, em discurso direto:

"O nosso objetivo passa por criar condições para chegarmos ao momento decisivo, a final. Sabemos que estarão presentes as oito equipas mais regulares, face ao momento da classificação, por isso será difícil para todos. Mais do que favoritismos, será uma questão de competência e eficácia nos diversos momentos, quem conseguir este equilíbrio chegará ao momento decisivo. Este é o nosso foco!

O nosso adversário nos quartos de final é muito competente e têm um elevado momento de organização, por isso precisamos do melhor Porto Salvo se quisermos cumprir objetivos.

Considero que para termos sucesso neste tipo de provas, temos que agarrar o "momento", subscrevendo a nossa identidade, controlando a bola controlamos o jogo, e o resto serão pormenores a definir o resultado. Por último, mais do que querer estar nestes momentos, é necessário vivê-los com responsabilidade, irreverência, ambição e competência. Esta será a nossa missão!

Joel Rocha, treinador do SL Benfica, em discurso direto:

"Vencer o primeiro jogo, vencer o segundo jogo e vencer o terceiro jogo. Com esta ordem de prioridades alcançada, o nosso objetivo é conquistado. Pensamos hora a hora, dia a dia, jogo a jogo.

A equipa dos Leões de Porto Salvo é competitiva e organizada. Está enriquecida com jogadores que conhecem o jogo e estão preparados para todo o tipo de jogos. Tem realizado um percurso ascendente na Liga Placard e atualmente os números que apresenta são elucidativos: TOP 4, 3ª melhor defesa e 4º melhor ataque. Vai ser um grande jogo de futsal, difícil para qualquer equipa, com momentos de domínio e controlo repartidos e com as decisões nos últimos 10 metros a serem decisivas para os momentos de eficácia.

Os jogos a eliminar são diferentes de jogos de fase regular. Mas não deixa de ser um jogo. Precisamos maximizar o melhor de todas as nossas capacidades e faculdades, ser competitivos, disciplinados, rigorosos, consistentes e pragmáticos. São jogos onde todos os segundos contam e onde não há segundas oportunidades, onde não há empates. O equilíbrio e gestão emocional/racional durante o jogo será importante. Temos essa consciência e estamos prontos!"