Foto: Direitos Reservados

"O utente que teve resultado positivo é um senhor, que fica agora isolado dos restantes" idosos, na própria instituição, adiantou a mesma fonte.

Esta estrutura residencial para pessoas idosas (ERPI) contabiliza, assim, um total de 12 pessoas infetadas com o coronavírus SARS-CoV-2, das quais sete são utentes, todos homens, e cinco funcionários.

Um dos utentes infetados, um idoso com "mais de 80 anos", está internado no Hospital do Litoral Alentejano, no concelho de Santiago do Cacém (Setúbal), desde o "fim da tarde de sexta-feira", revelaram hoje à Lusa fontes da Autoridade de Saúde Pública local.

Os primeiros casos de infeção no lar foram detetados há precisamente uma semana, após testes de despiste da covid-19, realizados aos 105 funcionários da instituição, tendo cinco tido resultados positivos, quatro deles trabalhadores da cozinha e um que desempenha outras funções.

Na quarta-feira, a Autoridade de Saúde Pública local efetuou "um rastreio aos 39 residentes do bloco 01" da Misericórdia, o que permitiu detetar "seis casos" entre os utentes da ERPI, confirmou à Lusa, nesse dia, o delegado de saúde de Grândola, Ismael Selemane.

O rastreio foi alargado, esta sexta-feira, "aos restantes utentes dos blocos 02 e 03, cujos resultados dos 109 testes foram hoje conhecidos (com o caso positivo).

Na sexta-feira, o presidente da Câmara de Grândola, António Figueira Mendes, revelou à Lusa existirem também na comunidade seis casos de infeção pelo vírus que provoca a doença covid-19 associados a este surto.

"Tivemos seis casos na comunidade", abrangendo "pessoas que têm ligações familiares" com "trabalhadores da cozinha da Misericórdia" e que, "apesar de estarem positivos, não apresentam sintomas", estando todos a cumprir isolamento profilático, disse o autarca.


Comente esta notícia


SINES